22/05/2021 às 21h44min - Atualizada em 22/05/2021 às 21h44min

CICLISTAS DÃO DICAS DE SEGURANÇA PARA PRATICANTES DO ESPORTE

O acidente que vitimou a jovem Karla de Oliveira da Silva de apenas 27 anos numa estrada próxima à Carangola levanta questões acerca da segurança dos ciclistas que utilizam as estradas da região. Isso num momento em que a atividade esportiva vem crescendo e consequentemente aumentando o número de praticantes do esporte em Carangola e região.
 
O Jornal do Vale entrevistou ciclistas experientes de Carangola que deram dicas para outros praticantes. As primeiras dicas de segurança são dadas pelo ciclista Cláudio Ferreti. Ferreti frisou a importância do ciclista sempre usar capacete, óculos e luvas. “Antes de sair para pedalar confira sua bicicleta, verificando os pneus, freios e rodas. Evitar pedalar a noite, mas se assim o fizer, faça com pisca traseiro, farol e use roupa própria para pedalar dando preferência a cores vivas ficando assim visível aos veículos”, disse Ferretti.

FERRETI
Outra dica dada por Ferretti é levar sempre uma câmera de ar reserva, bomba de encher pneus, kit para remendo e chaves para não ficar a pé caso ocorra algum transtorno e de maneira alguma usar fones de ouvido.

MICHETTI
O ciclista Alexandre Michetti também enfatizou que é preciso  seguir algumas regras para andar com mais segurança e tranquilidade. Também frisou importância do uso de equipamentos de proteção, destacando três itens que ele considera fundamental como o capacete; o óculos e as luvas.

LUCIANO PAVESI

O ciclista Luciano Pavesi salientou dicas de segurança. Para Luciano, é muito importante ficar atento no caminho; evitar usar algo que o distraia no caminho e planejar o percurso para que você tenha tranquilidade e mais concentração. Por fim, Pavesi diz que é fundamental ficar visível e andar pelo acostamento.

RICARDO GOMES

Para o ciclista Ricardo Gomes, obedecer à sinalização nas estradas é de tamanha importância bem como não trafegar na contramão. Ricardo diz que o ciclista que for trafegar à noite deve ter em sua bicicleta um pisca-pisca, farol e roupas refletivas, além de redobrar a atenção no trânsito no intuito de evitar acidentes. Ricardo também disse que não basta apenas ter os equipamentos de proteção individual. Segundo ele, é necessário usar corretamente os tais equipamentos. Ele deu exemplo do capacete que deve ser devidamente colocado e uma manutenção prévia da bike.

ROSE CASTRO

A ciclista Rose Castro que pedala junto com sua família há anos também deu dicas para outros e ciclistas e desabafa sobre acontecimentos ocorridos durante suas pedaladas. “Vejo nesses anos que pedalo vários motoristas desrespeitando regras de trânsito em relação aos ciclistas, como não guardar a distância mínima exigida pela legislação. Mas também vivenciei muitos outros motoristas nos auxiliando nas estradas, como em um dia onde recordo que um motorista veio nos acompanhando de Alvorada até o Distrito de Borboleta”.
 

“Sou ciclista e meu marido viaja por vários lugares. Sempre o aconselho que ao passar por um ciclista em locais que não são seguros para auxiliarem de alguma maneira, seja buzinando ou orientando-os. Mas minha segurança maior durante meu pedal é Deus. Ele é o meu maior protetor e segurança, disse Rose”.


LUÍS AMÉRICO

O cliclista Luís Américo falou que é essencial planejar rotas com pouco movimento de veículos e pedalar sempre do lado direito da via de preferência no acostamento e no mesmo sentido dos veículos. Para ele, outra recomendação é avisar sempre o rumo de sua pedalada a familiares ou amigos e evitar ir sozinho (a). 

Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »