26/01/2021 às 17h13min - Atualizada em 26/01/2021 às 17h13min

UNICAFES INAUGURA SEDE ADMINISTRATIVA EM CARANGOLA

Aconteceu na  última sexta-feira (22) em Carangola, a Cerimônia de Inauguração da Sede Administrativa da União das Cooperativas de Agricultura Familiar e Economia Solidária do Estado de Minas Gerais. O espaço concentrará diversas atividades da Direção Executiva da Unicafes e será um ambiente para a realização de grandes trabalhos. A Unicafes Minas Gerais foi constituída em 2011, com a finalidade de integrar as ações das Cooperativas da Agricultura Familiar e Economia Solidária do Estado. Sediada nas cidades de Belo Horizonte e Montes Claros, desde 2016 encontra-se sediada na cidade de Carangola. A organização conta hoje com 37 cooperativas filiadas em nove regiões do estado e atende diretamente mais de cinco mil famílias. Ao longo destes 10 anos a Unicafes Minas Gerais tem buscado o fortalecimento da Agricultura Familiar e de suas organizações. A partir das demandas advindas dos agricultores a Direção da Unicafes alicerçou um projeto sólido e com diretrizes claras, na qual prioriza o trabalho de organização da cadeia produtiva, agregação de valor e comercialização da produção.

O evento contou com autoridades locais e regionais, dentre elas o diretor-presidente da Unicafes Minas Gerais, Getúlio Gomes Vieira; diretor financeiro, Antônio Carlos Bagle; secretária de gênero, Regina Aparecida de Castro; secretário de juventude, Luis Miguel Honório Fernandes; deputado estadual, Marquinho Lemos; deputado federal, Reginaldo Lopes; com o representante do Sindicato dos Trabalhadores Rurais, Fernando Maciel Gomes; prefeito de Carangola, Silas Vieira; prefeito de Faria Lemos, Gil Damas; vice-prefeito de São Francisco do Glória, Inácio Donizete Ricardo; prefeito de Pedra Dourada, Fagner Ferreira Veiga; presidente da Câmara de Carangola, Luciano Amaral; presidente da Cresol Minas Gerais, João Paulo Fonseca; pároco de Carangola, Padre Willis de Oliveira Gama; presidente da Unicafes Espirito Santo, José Isidoro e com a diretora da UEMG Carangola, Andrea Vicente.

A Unicafes conta com o apoio de parlamentares que apoiam e aportam recursos de suas emendas parlamentares a fim de sustentar o Programa de Fortalecimento das Cadeias Produtivas da Agricultura Familiar em Minas Gerais. Vale destacar o

Deputado Federal Reginaldo Lopes que descreveu o cenário atual do Brasil relacionado a economia atrelada ao desemprego. Na oportunidade, destacou que não há nenhuma outra forma de solucionar o problema de desemprego no país a não ser utilizando o modelo de produção baseado no cooperativismo e no associativismo. “Eu já visitei quase 95% das cidades de Minas Gerais e já viajei esse país todo, sou prova de que a cada quatro anos a política enche as pessoas de esperança, prometendo trazer as fábricas do mundo inteiro para as cidades e nunca acontece nada, pois está errado o conceito de geração de emprego e renda. Nós temos que garantir a qualificação profissional do cidadão e o Estado tem que investir nele, inserindo-o no movimento cooperativo. É imprescindível a necessidade de constituirmos um Fundo
Municipal de Investimento Coletivo para realizamos a aquisição de equipamentos, qualificar profissionais, montar a estrutura de produção, pois só assim conseguiremos gerar emprego nas cidades do nosso país” – finalizou Reginaldo Lopes.

A pandemia que assola o país foi pauta do pronunciamento do Deputado Estadual Marquinho Lemos. Expôs que o cooperativismo é a solução para os problemas relacionados à agricultura familiar no Brasil. Destacou a gestão de Getúlio à frente da Direção da Unicafes e reforçou o seu trabalho ativo em todo o Estado, cujo o objetivo
é de assessorar, incentivar, apoiar as cooperativas e buscar parcerias. Na ocasião o

deputado reafirmou o seu apoio à instituição. “A Unicafes vai continuar contando com
meu mandato, porque entendemos que nesse período em que estamos vivendo, não
só do enfrentamento ao vírus, mas também a esses governos que quase nada têm
feito para os pequenos, o nosso apoio é fundamental. Contem comigo, contem com o
meu mandato e vamos continuar juntos!” – discursou o Deputado Estadual.

João Paulo Fonseca Presidente da Cresol Minas Gerais também homenageou o diretor-presidente da Unicafes, que há anos tem sido uma liderança e que fortalece e cria de fato o cooperativismo em Minas Gerais, e faz com que o cooperativismo de
produção e comercialização tenha o mesmo protagonismo do que o de crédito.

“Nós entendemos que o cooperativismo de crédito é uma ferramenta importante para o desenvolvimento de uma categoria, neste caso a agricultura familiar. A Unicafes tem sido uma instituição que atua de forma decisiva para o desenvolvimento dos nossos municípios, da nossa região da Zona da Mata e de todo o Estado de Minas Gerais” – João Paulo Fonseca Presidente da Cresol Minas Gerais 


Além do mais, relatou que a sede da Unicafes não é só uma estrutura física, mas tem uma grande representatividade para o cooperativismo. Marca mais um passo importante na consolidação de um cooperativismo cada vez mais forte
e solidário. 

O presidente da Unicafes Minas Gerais, Getúlio Gomes Vieira, iniciou seu discurso agradecendo todas as pessoas que constroem ao longo desses anos o cooperativismo da agricultura familiar, ressaltando a importância do Deputado Estadual Marquinho Lemos e do Deputado Federal Reginaldo Lopes juntamente com toda a Direção Executiva da Unicafes. Na oportunidade, o presidente fez memória à Cresol e à Unicafes que são frutos do Programa do Movimento Sindical Brasileiro, o “Projeto Alternativo de Desenvolvimento Rural Sustentável”, iniciado na década de 2000, na qual era debatido a necessidade de ter além dos sindicatos nos municípios, deveria existir a estrutura para apoiar as cooperativas agropecuárias e as cooperativas de crédito. Desde então grandes debates foram realizados pela militância até concretizar o que hoje é a Unicafes. “Com a experiência acumulada ao longo dos anos, parte com o crédito, agora implementamos um sistema de organização das cooperativas agropecuárias, resultado de muitos debates, reuniões, seminários e conversas com os agricultores, que nós alinhamos um projeto sólido baseado em três pilares: organização da cadeia produtiva, valorização e agregação de valor dos produtos da agricultura familiar, e acesso ao mercado. Presamos muito pela integração campo-cidade, pois enquanto nós produzimos e agregamos valor, nós precisamos de quem consome, e quem consome são as pessoas da cidade” – relatou Getúlio.

Além dos deputados, diretores e representes, também discursaram o prefeito de Carangola, o representante dos Sindicatos dos Trabalhadores Rurais e o Presidente da Unicafes Espirito Santo. Seguindo os ritos de inauguração o padre Willis Gama, pároco da Igreja Nossa Senhora Aparecida em Carangola, realizou a bênção do espaço e logo após o diretor- presidente da Unicafes Minas Gerais, junto de seus companheiros, descerrou a fita inaugural e convidou todos para conhecerem a sede administrativa e participarem do Coffee Break. Gustavo Laviola Assessor de Comunicação – Unicafes Minas Gerais

Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »