26/10/2020 às 22h23min - Atualizada em 26/10/2020 às 22h23min

PROSTITUIÇÃO INFANTIL NA MIRA DO POLÍCIA CIVIL

Durante a ação, sete pessoas foram presas, entre elas empresários, um sargento da PM e tia de uma menor. Também foi cumprido mandado de busca e apreensão na casa do vice prefeito de Alto Jequitibá.

A Polícia Civil realizou nesta segunda-feira uma mega operação para combater a prostituição infantil em três cidades da região.
 
A Operação batizada de “Inocência Perdida” foi às ruas para combater a prostituição infantil em Manhumirim, Alto Jequitibá e Alto Caparaó, área regional da Polícia Civil de Manhuaçu. As investigações iniciaram-se em maio desse ano e foi apurado que o grupo organizava e participava de festas com menores de 11 a 13 anos em um sítio.
Durante a ação, sete pessoas foram presas, entre elas empresários, um sargento da PM e tia de uma menor. Também foi cumprido mandado de busca e apreensão na casa do vice prefeito de Alto Jequitibá.
Foi apreendido Citrato de Sidelnafila, conhecido como “Viagra” na casa de um dos investigados inicado como organizador das festas que promovia a prostituição infantil. Na casa de outro investigado, foram encontrados cerca de 7 mil reais em espécie, um revólver calibre .32 municiado. Este investigado é alvo também Inquérito Policial por tráfico ilegal de drogas.

A operação contou com o apoio de 38 policiais civis, da Corregedoria da Polícia Militar e da Coordenadoria Aerotática da PCMG. “Trata-se de inquérito que tramita em segredo de justiça e em razão disso não podemos revelar detalhes até mesmo para não comprometer as investigações. Após a prisão de todos os suspeitos as investigações serão concluídas e os investigados serão encaminhados para Ipatinga, bem como irá ocorrer as demais áreas da polícia judiciária”, disse o Delegado de Polícia Civil de Manhumirim, Dr. Glaydson de Souza.
 
 
 
 
Mendes Miguel e outras 75 pessoas
10 comentários
13 compartilhamentos
Curtir
 
Comentar
 
Compartilhar
 
 

Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »