21/03/2020 às 17h55min - Atualizada em 21/03/2020 às 17h55min

FALTA D’ÁGUA EXPÕE CARANGOLENSES A RISCOS DO CORONAVÍRUS

Uma das determinações básicas para evitar o contágio e a propagação do novo coronavírus é lavar as mãos com sabão e água corrente. O Decreto de Calamidade assinado ontem (20) pelo prefeito municipal de Carangola, Paulo Pettersen determina que a população fique em suas casas cumprindo a quarentena.
 
Mas há quatro dias, moradores de diversos bairros estão sem uma gota de água em suas torneiras. Com isso, para muitos moradores está sendo difícil se prevenir e automaticamente atender às recomendações das autoridades sanitárias de redobrar os cuidados com a higiene em tempos de coronavírus. Parte da população não tem água sequer para beber, quanto mais para lavar as mãos. Nas redes sociais a população manifesta indignação pedindo restabelecimento.
 
O Semasa informou que o desabastecimento deve-se a uma rompimento na rede no Bairro Petrópolis e hoje (21) uma outra rede na Rua Caparaó se rompeu, mas já virou rotina o constante rompimento das tubulações de água em Carangola e desta vez vem prejudicando significantemente os moradores devido a pandemia do novo coronavírus.

Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »